Quantas empresas que faliram por falta de inovação você conhece? Pode acreditar, grandes companhias já tiveram que fechar as portas porque pararam no tempo. Ficar para trás não pode ser uma opção para quem quer ter seu próprio negócio e manter ele relevante ao mercado. Isso pode gerar muita dor de cabeça e ostracismo!

Pare para pensar em como, nos últimos anos, as gigantes de diferentes mercados têm proposto novas formas de atendimento, produtos de destaque, processos diferenciados e muitas outras coisas novas. Inovar é, atualmente, recurso de sobrevivência para um mercado cada vez mais competitivo.

Vamos bater um papo sobre esse assunto? Neste post você vai conhecer 4 casos de empresas que faliram por falta de inovação e também saberá como evitar que isso aconteça nos seus projetos. Confira aí!

O perigo de não inovar

Hoje, podemos dizer que deixar de inovar não é uma escolha. Quem abre mão de buscar essa constante evolução vai ficar para trás, perder competitividade e terminar fechando as portas. Inovar não é apenas propor algo novo e que chame a atenção do público e do mercado. Isso tem a ver com desenvolvimento estratégico.

A inovação precisa ser voltada para soluções, sejam elas para o público, sejam elas para os processos internos. Não basta inovar para mostrar que sua empresa é “moderninha”. As soluções propostas geralmente demandam investimento de tempo e dinheiro, por isso os resultados devem trazer ganhos estratégicos.

A seguir, confira alguns dos principais perigos que sua empresa estará exposta caso não adote a cultura de inovação internamente!

Os processos se tornam falhos

Processos nunca podem ser algo fixo dentro de uma companhia. Pode ter certeza: empresas que faliram por falta de inovação não souberam renovar a sua operação. Veja bem, não se trata de mudar tudo do dia para a noite, mas, sim, otimizar cada ponto da sua operação e das práticas para buscar resultados mais animadores.

Os antigos processos podem continuar com a base de sua proposta, mas eles precisam ser melhorados com ajuda da inovação. O motivo disso é simples: a tecnologia avança a cada ano e a maioria dessas demandas são feitas com suporte de sistemas e outros recursos. Inovar é chegar ao máximo de desempenho!

A concorrência toma a frente

Enquanto você está satisfeito com o patamar da sua empresa, o concorrente está incentivando colaboradores e setores a proporem ideias inovadoras para o desenvolvimento. O mercado é competitivo, duro e não dá mole para quem parou no tempo. Inovar é se manter sempre à frente de quem disputa clientes com você!

Os avanços da tecnologia mudaram os produtos, os hábitos de consumo e aumentaram o nível de exigência do consumidor. Independentemente do seu segmento, a inovação é quase uma obrigação, já que é preciso continuar essa adequação às mudanças, ou você vai deixar seu concorrente se destacar?

O mix de produtos não acompanha a evolução

Empresas que faliram por falta de inovação deixaram de entregar produtos de destaque ao mercado. Pode ter certeza que esse foi um fator em comum entre todas elas, então você simplesmente não vai cair nesse mesmo erro, certo? Por mais que você tenha um carro-chefe, seu mix precisa ser repensado constantemente.

Não dá para apostar em apenas um item que foi sucesso de vendas, mesmo que você tenha revolucionado o mercado! Ampliar sua atuação e propor novas soluções e produtos é mostrar que sua empresa estará sempre em lugar de destaque. Um mix alinhado com a evolução é fundamental para sobreviver.  

As 4 grandes empresas que se deram mal por não inovar

Empresas que faliram por falta de inovação deixaram, em algum momento, de entregar algo de novo ao mercado. Melhor que aprender com os erros é aprender com os erros dos outros, certos?

Pode parecer cruel, mas é fundamental estudar quem falhou. Portanto, dê uma olhada nessas 4 empresas, veja onde elas deixaram de evoluir e aprenda!

vem-pra-manada-bannerPowered by Rock Convert

1. BlackBerry

A Blackberry era uma das grandes líderes do mercado de smartphone e durante muito tempo fez um sucesso estrondoso, porém, tinha uma Apple no caminho! O iPhone chegou e trouxe a tela touchscreen, o desenvolvimento do conceito de valor agregado e muitas outras funcionalidades que engoliram os aparelhos da Blackberry.

Em 2007, a empresa era dona de mais de 50% do mercado americano, mas isso tudo foi por água abaixo simplesmente porque ela acreditou excessivamente no seu modelo de aparelho. Ficou para trás presa em suas convicções e, quando resolveu inovar, foi tarde demais.

2. Kodak

A Kodak foi líder de mercado durante muitos e muitos anos, quando as máquinas fotográficas de uso pessoal ainda eram analógicas. Nessa tecnologia, a empresa faturou muito tanto com a venda de câmeras quanto de filmes. O problema começou quando a tecnologia digital chegou!

O problema é que a empresa tinha pesquisas e tecnologia suficiente para entrar no mercado digital, mas, de certo modo, resolveu boicotar e não entrar nele de cabeça por um motivo inacreditável: ela acreditava que isso diminuiria muito as vendas de seus filmes. Em vez de explorar dois mercados, a Kodak se limitou e quebrou!

3. Yahoo

Se prepare para ouvir uma das histórias mais tristes sobre empresas que faliram por falta de inovação! A Yahoo era uma gigante da internet e já valeu US$ 125 bilhões, em 2005. O problema é que ela se contentou a ser um portal grande, mas sem continuar com a busca por inovação de serviços e desenvolvimento.

A falta da iniciativa de inovação tem um capítulo ainda mais triste: a Yahoo recusou uma oportunidade de comprar o Google por apenas US$ 1 milhão. A partir disso, realmente não tinha como esperar muito da empresa.

4. Blockbuster

Um dos programas mais legais da década de 90 e do início dos anos 2000 era ir à Blockbuster escolher alguns filmes, alugar e ir assistir em casa! Parecia realmente um programa sensacional e um produto infalível, mas a era digital chegou.

Os filmes começaram a ser baixados ilegalmente pela internet e isso não foi o suficiente para ligar o sinal de alerta da Blockbuster. A última pá de cal veio com as plataformas de streaming, e lá se foi o modelo de negócio de locação de mídia.

Já pensou como a Blockbuster poderia ter sido inovadora e se mantido no topo se tivesse pensado nesse mercado?

O que você precisa para incentivar a inovação no seu negócio

Para não ser mais uma das empresas que faliram por falta de inovação é preciso implementar essa cultura dentro do negócio. Incentivar colaboradores a desenvolver processos, produtos e práticas é fundamental.

Por isso a mentalidade certa vai direcionar a sua empresa para ser sempre líder de mercado, tendo a inovação como base desse desenvolvimento contínuo. Parar nunca é uma opção e, por mais que esteja tudo dando certo, não se esqueça que a tecnologia muda tudo rapidamente!

Você pode incentivar a inovação no seu negócio estabelecendo práticas que serão pilares para isso. Entre as principais estão:

As empresas que faliram por falta de inovação servem para ligar o sinal de alerta de quem está na correria por um lugar ao sol! Lembre desses exemplos quando pensar que está tudo bem, beleza? A inovação é parte de um comportamento inquieto na direção do sucesso!

O que você tem feito para incentivar a inovação da sua empresa? Conhece um outro bom exemplo de gigante que faliu por não inovar? Conte tudo pra gente nos comentários!

Elephant City

Elephant City

Estamos reinventando a forma de trabalhar, viver e se divertir. Nós desenhamos e operamos hubs de inovação, coworking e colivings em locais únicos. Se você precisa de um local para trabalhar e uma comunidade para te apoiar, a Elephant é ideal para você! #Vempramanada

DEIXE UM COMENTÁRIO