Você já entrou em uma cafeteria no meio da tarde e, enquanto o barista preparava seu café, o entorno chamou atenção pelo grande número de pessoas de aparência séria? Algumas estavam fazendo entrevistas ou reuniões e outras digitavam em seus laptops ou revisavam papeladas enquanto falavam ao telefone?

Diferentemente de você, que foi apenas tomar um café, essas pessoas estão trabalhando. Isso mesmo: elas têm o costume de trabalhar em coworking. Portanto, embora não estejam em um ambiente realmente com esse objetivo, trata-se do expediente delas.

Ou seja: no coworking, é possível ter tudo o que a cafeteria oferece, mas com um conceito voltado ao compartilhamento de móveis, equipamentos e do espaço de que precisa. De quebra, há a chance de fazer muito networking.

Hoje, existem muitas empresas e áreas que optaram por diversas questões ao trabalharem em um ambiente compartilhado. Então, para saber quem são, continue a leitura. Vamos levar você até elas!

Trabalhar em coworking: colaboração e proximidade de outros profissionais

Um recente estudo realizado na Ross School of Business, de Michigan, entrevistou mais de 200 pessoas que frequentam espaços de coworking em todo o mundo. A pesquisa apontou que é comum a preferência pela sensação de estar perto de outros indivíduos sem necessariamente trabalhar com eles.

As pessoas também não gostam de trabalhar sozinhas, sem ninguém por perto, ou de um escritório formal. O estudo descobriu, ainda, que os trabalhadores adoram ser eles mesmos, sem se sentirem como se estivessem competindo com todos ao redor.

Quando você está em um espaço de coworking, não há a compreensão de uma competição (bastante comum em escritórios). Outra importante constatação foi de que os usuários de coworking ficam felizes por fazerem parte de uma comunidade amigável.

Agora que sabemos um pouco mais sobre as preferências de quem trabalha em coworking, que tal conhecermos essas pessoas? Quais são as tribos que trocaram o trabalho em escritórios tradicionais por espaços de compartilhamento? Confira a seguir!

Coworking 2.0: um lugar para todos

O coworking cresce com uma nova geração de empresários, consultores, freelancers e organizações corporativas. Todos eles passaram a repensar as despesas gerais dos negócios e o valor do trabalho colaborativo.

A versão 2.0 do coworking se manifesta em um trabalho mais intencional, a partir de espaços de atuação colaborativos. Tais ambientes são projetados para atender verdadeiramente às necessidades dos diversos profissionais.

Trata-se de lugares tecnologicamente avançados, que agregam arquitetonicamente e incluem de tudo: desde café e equipamentos de impressão a serviços completos de concierge e, até mesmo, centros de atendimento que ajudam empresas de comércio eletrônico.

Realmente, há lugar para todos em um espaço de coworking. Mas apenas pessoas de áreas da tecnologia trabalham nesses espaços? Não, os locais continuam mudando, assim como seus usuários.

Neste artigo, separamos 7 exemplos das áreas que mais utilizam tal ambiente. Acompanhe!

1. Freelancers

Vamos começar com os trabalhadores móveis. Sempre em movimento, o freelancer pode, às vezes, achar que a falta de um espaço de escritório adequado prejudica sua produtividade. Além disso, trabalhar sozinho fora ou dentro de casa pode ser chato.

Nesse contexto, entram os espaços de coworking. Eles fornecem uma comunidade de colegas de trabalho e instalações de escritório (como máquinas de impressão ou café), além de ambientes elegantes, que estimulam você a desempenhar suas funções.

2. Startups

O espírito colaborativo e os custos relativamente baixos em relação a um escritório tradicional atraem muitas startups para ambientes compartilhados. Em todo o mundo, esse tipo de negócio abriga suas equipes em espaços de coworking, onde elas se conectam e crescem — especialmente com a ampla gama de eventos que muitos hospedam.

3. Corporações

Marcas estabelecidas, que valorizam a comunidade que os espaços de coworking têm, também podem montar seus escritórios nesses ambientes ou permitirem que seus funcionários tenham acordos de trabalho flexíveis. Assim, eles ganham a alternativa de trabalharem em ambientes compartilhados quando estão fora do escritório.

Além disso, algumas empresas estão contratando trabalhadores contingentes, como freelancers e colaboradores de meio período, em vez daqueles tradicionais. Trata-se de uma tendência no mercado atual de trabalho, em que muitas das grandes corporações planejam aumentar substancialmente a força de trabalho flexível.

Se essa previsão estiver correta, o trabalho em espaços de coworking deve aumentar ainda mais em relação aos escritórios tradicionais.

4. Organizações sem fins lucrativos

Os espaços de coworking também são perfeitos para organizações sem fins lucrativos. Isso porque oferecem menores custos de locação e um ambiente colaborativo onde tal tipo de empresa terá oportunidades de conhecer startups ou pessoas que possam oferecer seus conhecimentos, bem como todas as instalações tradicionais.  

5. MEI

Para o Microempreendedor Individual (MEI), os ambientes compartilhados têm despesas indiretas, como contratos de aluguel com prazos menores para administrar, salas de reuniões e locais para fazer lanches ou tomar café.

Muitos coworkings estão em áreas centrais de negócios, com fácil acesso a transporte público e comércios de lojas e academias, o que seria quase impossível em um aluguel independente. Como microempreendedor, não será preciso se envolver com o estoque de papel higiênico ou mesmo solicitar a uma empresa o restauro do WiFi, pois tudo isso é responsabilidade do meio compartilhado.

Também há um grande incentivo para os melhores talentos, já que esses espaços costumam realizar uma variedade de eventos comunitários, workshops, almoços e outras atividades de aprendizagem ou sociais para seus membros.

6. Profissionais de marketing e estratégia

Aproveitar a proximidade de profissionais e empresários de áreas diversas é uma das vantagens do coworking. Na rotina diária de trabalho, as pessoas conhecem de perto o funcionamento de outras corporações que atuam no coworking.

Dessa forma, é possível manter-se atualizado sobre as técnicas do mercado e levar uma contribuição para seus “vizinhos” de ambiente. Um Consultor de Negócios, por exemplo, terá facilidade em interagir — e isso pode expandir sua carteira de clientes no espaço propício do coworking.

Coach

O profissional de coach é capacitado para auxiliar pessoas no desenvolvimento e no estímulo de um perfil com visão estratégica, a fim de encaminhar o cliente para a obtenção de seus objetivos.

Sua forma dinâmica de atuação envolve conhecer muitas pessoas. No trabalho em coworking, esse profissional pode encontrar um ambiente com grandes possibilidades de networking e, dessa forma, atrair muitos clientes naturalmente.

A busca pela alta performance do coach encontra no coworking um aliado. Além disso, o coworking proporciona um clima mais profissional para as reuniões com os clientes.

Empreendedor digital

A dinamicidade de um profissional da área digital encontra no coworking um ambiente muito propício. Isso porque grande parte do seu tempo está voltada ao trabalho online, sem que seja necessário um escritório físico. No coworking, esse perfil de empreendedor pode atuar na gestão.

7. Marketing digital

Um espaço compartilhado proporciona às pequenas empresas de marketing aquilo que normalmente não poderiam pagar em uma sala própria. A produtividade também é um fator positivo do espaço de coworking. Além disso, o tempo de trabalho é, sem dúvida, mais produtivo nesse espaço.

A interação com proprietários de outras pequenas empresas garante um grande respeito pelo tempo e permite, ainda, atuar em um local com boa localização.

Como vimos, a variedade de profissionais e empresas com o hábito de trabalhar em coworking é ampla. Trata-se da nova maneira de atuar profissionalmente e compartilhar. Mas esse espaço não se restringe à divisão de infraestrutura e custo: estamos falando de pertencer a uma comunidade com acessibilidade e sustentabilidade.

Quer saber mais a respeito da influência do lugar físico de trabalho sobre nossas percepções? Veja como o ambiente impacta na produtividade e criatividade!

vem-pra-manada-bannerPowered by Rock Convert
Elephant City

Elephant City

Estamos reinventando a forma de trabalhar, viver e se divertir. Nós desenhamos e operamos hubs de inovação, coworking e colivings em locais únicos. Se você precisa de um local para trabalhar e uma comunidade para te apoiar, a Elephant é ideal para você! #Vempramanada

DEIXE UM COMENTÁRIO